Construção civil em Bento é referência em segurança

Terça-Feira, 24 de abril de 2012

Trabalho de conscientização feito pela Ascon Vinhedos leva empresas associadas a investirem em prevenção. Índice de acidentes do trabalho é o mais baixo da região

O registro de acidentes de trabalho na construção civil em Bento Gonçalves não é notícia freqüente nos veículos de comunicação, ao contrário do que ocorre em outras cidades da Serra Gaúcha que só este ano já registram cinco vítimas. O desempenho é comemorado pela Associação das Empresas de Construção Civil (Ascon Vinhedos), que associa o resultado aos permanentes investimentos em prevenção feitos pelas empresas associadas.

O presidente da Ascon Vinhedos, Diogo Parisotto, explica que a entidade promove com frequência palestras, cursos e seminários de conscientização sobre a prevenção de acidentes de trabalho e, ainda, atua na divulgação junto aos associados sobre adequação a normas de segurança como a Norma Regulamentadora (NR) 18 - Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção. “Conscientizar nossos associados é um de nossos compromissos e este trabalho está dando excelente resultado. Nossas obras são referência não somente em qualidade como também em segurança”, destaca.

Parisotto comenta, ainda, que com o boom do setor em 2010 o número de trabalhadores na construção civil cresceu significativamente, o que fez com que a Ascon Vinhedos intensificasse esforços no sentido de atuar na prevenção. “Instruímos nossos associados a investir em equipamentos de proteção, além de reforçar a necessidade da formalidade”, salienta. A falta e o uso inadequado de equipamentos e a informalidade são fatores que contribuem para o aumento de casos de acidente registrados na região.

Com essa postura, a Ascon Vinhedos vem acompanhando a atuação das empresas associadas e constata uma grande evolução do setor no quesito saúde ocupacional e segurança do trabalho. Não é por nada que o índice de acidentes do trabalho é baixo na cidade. Esse trabalho de conscientização não envolve apenas direção, engenheiros, médicos e técnicos de segurança no trabalho, como também todos os profissionais que atuam nas obras. Desenvolvido pela Ascon Vinhedos há muito tempo e de forma contínua, o trabalho contribui para a evolução das empresas.

Hoje, não é somente a Ascon Vinhedos que se preocupa com o assunto, mas as próprias empresas também, o que faz com que os investimentos sejam cada vez maiores, seja na contratação de profissionais da área, seja na aquisição de equipamentos de proteção individual e coletivo. A realização de treinamentos para os mais diversos tipos de serviços também é uma realidade. “Estamos falando em investimento e não em custo, até porque ninguém quer acidentes”, ressalta Parisotto.

Ao passear pela cidade é possível perceber o resultado desse investimento. Há poucos anos não havia telas de segurança nas obras, nem bandejas de proteção. Hoje isso é rotina, além dos corrimões de segurança nas periferias das obras.

Mas não são somente ações internas que permitem acompanhar a evolução do setor. As periódicas visitas técnicas promovidas pela Ascon Vinhedos a grandes obras, inclusive em outros estados, mostram claramente o quanto as empresas de Bento Gonçalves estão bem preparadas e conscientes do dever que têm a cumprir.

É importante destacar que a fiscalização das obras é feita pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sitracon-BG) e que nem todas são de responsabilidade de empresas associadas à Ascon Vinhedos, que trabalha para sensibilizar mais organizações a integrar o quadro social da entidade. Assim, é possível contemplar mais empresas nesse trabalho de conscientização.

Foto: Irani Raymondi

Patrocinadores


Apoiadores

Índice INCC-M

Fevereiro/ 2021 - N° Índice: 859,573

1,07%

no mês

2,00%

no ano

10,18%

12 meses