Espaço da Diretoria

Quinta-Feira, 27 de setembro de 2018

No quadro Opinião deste mês, o Vice-Presidente de Administração e Finanças da Ascon, Evandro Brufatto, apresenta suas percepções sobre a situação atual do país e os reflexos para a construção civil.
 

O setor da construção civil é peça importante na retomada do crescimento da economia do país, uma vez que sempre foi tido como instrumento número um na geração de empregos.

O Brasil passa por momentos de decisões importantes. A economia não consegue deslanchar e a insegurança oriunda das indefinições políticas torna o cenário ainda mais obscuro. Ainda assim, precisamos tomar nossas decisões, lançar novos empreendimentos, definir políticas de venda e de investimentos, sempre com a base mais segura possível, tentando buscar informações confiáveis a curto e a médio prazo.

Em meio a estas turbulências, temos também os desafios que são trazidos pela transformação digital: o mundo está mudando, o consumidor está mudando, a facilidade de acesso à internet e a troca de informações é instantânea, o que faz com que as mudanças e as decisões sejam ainda mais rápidas.

É por isso que, devemos aproveitar o momento de crise e os desafios da era digital para nos reinventarmos: seja repensando métodos construtivos, seja avaliando fornecedores, tornando os nossos processos mais eficientes e assim reduzindo os desperdícios e retrabalho, lutando como setor pela desburocratização, pela redução de encargos e pela eficiência logística, entre outros aspectos relevantes para a prosperidade da construção civil.

A crise oportuniza um olhar diferente para nossos negócios e aqueles que encontrarem novos caminhos e soluções, certamente garantirão a sua permanência no mercado.

Patrocinadores


Apoiadores

Índice INCC

Novembro/2018 - N° Índice: 743.755 - Variações:

0,26%

% ao mês

3,83%

% ao ano

3,98%

% ao 12 meses